• 17:26 12 de Dezembro de 2018   |   seu IP 18.212.93.234
  • Acessar sistema

    Comissão aprova relatório

    A Comissão Mista do Congresso Nacional aprovou, por unanimidade, na tarde de hoje (4) o relatório favorável do senador Jorge Viana (PT) sobre a MP 809/2017, que trata da alteração de execução da compensação ambiental e do tempo de contratação de brigadistas. O presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Ricardo Soavinski, que estava acompanhando a votação do relatório, comemorou o resultado. Segundo ele, a MP 809 é “uma das melhores medidas para avanço da implantação das unidades de conservação no país”. A expectativa é que, com as mudanças na compensação ambiental, sejam liberados cerca de R$ 1,4 bilhão, dos quais R$ 140 milhões já estão assegurados.
     
    A MP autoriza o ICMBio a selecionar um banco oficial (como Banco do Brasil, Caixa Econômica ou Banco da Amazônia, por exemplo) para criar e gerir um fundo formado pelos recursos arrecadados com a compensação ambiental, que é paga pelos responsáveis por empreendimentos com significativo impacto ambiental, como a construção de grandes fábricas ou hidrelétricas. Jorge Viana, relator da MP 809, explicou que esse fundo é vital para contornar a Emenda Constitucional 95, que estabeleceu o teto de gastos. Segundo ele, o fundo permitirá que vários projetos e programas de conservação ambiental possam ser executados. "O fundo financiará unidades federais de conservação, como parques nacionais, reservas biológicas e áreas de proteção ambiental", argumentou Jorge Viana.
     
    Outro ponto importante foi a autorização ao ICMBio e Ibama para contratarem pessoal sem concurso público por até dois anos, para o combate ao fogo, preservação ambiental e diversas outras ações de sustentabilidade. Agora, trabalhando por um período mais longo, os brigadistas poderão desenvolver atividades no combate ao fogo por maior período e também poderão reforçar as medidas de prevenção. “Antes, podíamos contratar por três meses e renovar por igual período. Isso é pouco para cobrir o período de estiagem. Agora, temos garantia para prevenção e combate aos incêndios florestais”, disse Soavinski.
     
    O presidente da Comissão Mista, Assis do Couto, afirmou que, pelo cronograma apertado, a Câmara dos Deputados deverá votar a MP 809 até 22 de abril, para o Senado votar até 13 de maio, tendo ainda nove dias de margem de manobra até a data limite de 22 de maio.
     
    (Fonte: ICMBio)
     
    Leia também
    ICMBio seleciona instituição financeira oficial
    Soavinski defende MP 809 em Audiência Pública
    Proibição à pesca de espécies nativas inicia em 1º de novembro no Paraná
    01/11- Proibição vai até 28 de fevereiro do próximo ano e tem como objetivo proteger a reprodução natural de espécies de peixes no Paraná.
    Analista ambiental do CORIPA ministra palestra no município de Altônia
    26/10- A palestra foi sobre a conservação da biodiversidade, o histórico de conservação do rio Paraná, sobre o CORIPA, sobre o Parque Nacional de Ilha Grande e a APA.
    Analista ambiental do Consórcio realiza atividades no CMEI Zaíra Tiliacki Ornelas em São Jorge
    24/10- O tema trabalhado durante as atividades foi o Rio Paraná e o Parque Nacional de Ilha Grande (PNIG).
    Municípios Consorciados
    Mapa do site
    Website desenvolvido por