• 21:27 18 de Dezembro de 2018   |   seu IP 54.172.40.93
  • Acessar sistema

    Meia tonelada de resíduos foi recolhida no rio Paraná

    A campanha de mergulho para limpeza do rio Paraná na unidade de conservação Área de Proteção Ambiental (APA) das Ilhas e Várzeas do Rio Paraná recolheu meia tonelada de resíduos. O maior peso refere-se ao metal de poitas e âncoras, além de chumbadas gigantescas utilizadas para pegar jaús (peixe conhecido também por jundiá-da-lagoa, e considerado um dos maiores peixes brasileiros). A informação é do chefe da APA Erick Caldas Xavier. A campanha de limpeza reuniu 61 pessoas que participaram da ação de forma voluntária, sendo 46 mergulhadores, que desceram a uma profundidade de 18 metros. A limpeza aconteceu no início do mês de dezembro.

    “Ação foi muito exitosa, recolhemos grande quantidade de resíduos. Além disso, acabou se tornando um grande encontro de mergulhadores na unidade de conservação. Nossa vontade é que no plano de manejo, que estamos elaborando, tenhamos algumas zonas livres de pesca, que sejam exclusivas para refúgios de espécies raras e outras para a contemplação por meio de mergulho”, ressalta Erick. Para o instrutor de mergulho da Escola Pro Diver, Fábio Sant'Ana, a limpeza do rio é fundamental para a manutenção dos cardumes e para a segurança do mergulho.

    A limpeza do rio Paraná foi promovida pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e Centro de Mergulho Pro Diver. Também contou com o apoio das Prefeituras de Porto Rico e São Pedro do Paraná, do Núcleo de Pesquisa em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura (Nupelia), Universidade Estadual de Maringá (UEM), Marinha do Brasil, Corpo de Bombeiros do Estado do Paraná, Policia Militar Ambiental e do Consórcio Intermunicipal da APA Federal Noroeste do Paraná (Comafen), além de vários merguladores voluntários.

    (Fonte: ICMBio)

    Proibição à pesca de espécies nativas inicia em 1º de novembro no Paraná
    01/11- Proibição vai até 28 de fevereiro do próximo ano e tem como objetivo proteger a reprodução natural de espécies de peixes no Paraná.
    Analista ambiental do CORIPA ministra palestra no município de Altônia
    26/10- A palestra foi sobre a conservação da biodiversidade, o histórico de conservação do rio Paraná, sobre o CORIPA, sobre o Parque Nacional de Ilha Grande e a APA.
    Analista ambiental do Consórcio realiza atividades no CMEI Zaíra Tiliacki Ornelas em São Jorge
    24/10- O tema trabalhado durante as atividades foi o Rio Paraná e o Parque Nacional de Ilha Grande (PNIG).
    Municípios Consorciados
    Mapa do site
    Website desenvolvido por