• 12:39 18 de Outubro de 2017   |   seu IP 54.166.245.10
  • Acessar sistema

    Umuarama sedia encontro regional do turismo

    A necessidade de um plano regional para explorar o potencial turístico das cidades da Associação dos Municípios Entre Rios (Amerios) foi a tônica do Encontro Regional de Turismo realizado nesta terça-feira, 11, no auditório da Prefeitura. “Umuarama pode conduzir esse processo, que resultará em um roteiro turístico benéfico a toda a região, aproveitando as atrações que temos e não são poucas. Mas é preciso o envolvimento da sociedade, dos prefeitos e das nossas lideranças da região. Como promover essa união de esforços é o que está em discussão”, definiu o secretário da Indústria, Comércio e Turismo de Umuarama, Douglas Bácaro.

     

    Entre as atrações que podem ser integradas e melhor exploradas, o secretário lembrou o Parque Nacional de Ilha Grande, o grande mercado de importados no vizinho Paraguai, as praias naturais do Rio Paraná, as piscinas na região de Xambrê, as cachoeiras e o futuro Centro de Eventos – para o turismo de negócios – entre tantas opções que, bem exploradas, renderão muitos dividendos para os municípios.

     

    O prefeito Celso Pozzobom lembrou que desde o início da atual gestão tem discutido o turismo, embora seja um investimento de longo prazo. “O turismo não tem retorno imediato, mas é um mercado que merece atenção pois pode transformar a economia de uma cidade ou região”, disse, citando o exemplo de Porto Rico, às margens do Rio Paraná. Reforçou que é importante agregar a região na discussão de um plano para o setor, pois a região já é alvo de muitos visitantes para eventos e de passagem para os portos do Rio Paraná e as compras no Paraguai, via Ponte Ayrton Senna, em Guaíra.

     

    “Precisamos segurar esses turistas durante suas passagens por nossas cidades, seja através da gastronomia, da hospedagem e de atrativos para as famílias. Com um investimento organizado e as parcerias certas, num futuro próximo vamos colher os frutos do turismo e todas as cidades podem ser beneficiadas. Mas para isso, o turismo precisa se tornar uma política de governo, e não apenas plano de um único mandato”, indicou Pozzobom.

     

    Falando sobre o “Paraná Turístico”, apresentado como estratégia para o desenvolvimento do setor na região, o professor Jacó Gimennes, presidente da Paraná Turismo, lembrou a autonomia dos municípios e a relação com a cidade polo para o crescimento em todas as áreas. “A estratégia é descentralizar a gestão do turismo e isso vem sendo possível com a indicação de um representante do interior para a Paraná Turismo, alguém de fora do circuito Curitiba – Foz do Iguaçu, que já está consolidado”, afirmou.

     

    Para ele, a região se comporta de acordo com a cidade polo. “Se Umuarama promover o turismo, haverá desenvolvimento regional, pois as demais cidades vão no embalo”, explicou o professor Jacó, apresentando como grandes potenciais a gastronomia, o slogan de 'Capital da Amizade' e o litoral de água doce da região - “que concentra três dos cinco rios mais importantes do Paraná”, lembrou. De fato, junto ao Ministério do Turismo a região é conhecida como “corredores das águas”, por conta do potencial turístico dos rios Ivaí, Piquiri e Paraná. “O tema é tão importante que merece um capítulo no Plano Plurianual (PPA) que direciona os investimentos anuais de cada município”, emendou.

     

    O Encontro Regional de Turismo teve ainda as palestras “Panorama da região Corredores das Águas e o Mapa do Nacional do Turismo”, com Wanda Pille, presidente da Retur (Rede de Turismo Regional que atende às regiões de Paranavaí, Maringá e Umuarama); “O desafio e as oportunidades para a região de Umuarama/Parque Nacional da Ilha Grande no cenário turístico paranaense”, com Romano Pulzatto, chefe do Parque Nacional; “Umuarama como município polo – um olhar para região”, com Douglas Bacáro, secretário de Indústria e Comércio de Umuarama; e uma plenária de alinhamento das ações em uma agenda positiva, sob a coordenação do professor Jacó Gimennes.

     
    FONTE: Portal Pérola
    Proposta amplia sistema de gestão de resíduos sólidos urbanos
    18/10- A iniciativa visa contribuir para a construção de soluções para coleta e correta destinação dos resíduos sólidos urbanos dos municípios paranaenses.
    Pesca nos rios de MT está proibida até 31 de janeiro para a reprodução dos peixes
    04/10- Multa para quem descumprir a legislação varia de R$ 1 mil a R$ 100 mil, com acréscimo de R$ 20 por kg de peixe apreendido. Nesse período só é permitida a pesca de subsistência.
    Brasil tem mais três sítios Ramsar
    03/10- Título foi dado a duas UCs federais e uma estadual, elevando para 22 o número de áreas úmidas brasileiras com esse reconhecimento internacional.
    Municípios Consorciados
    Mapa do site
    Website desenvolvido por