• 02:58 16 de Dezembro de 2017   |   seu IP 54.234.247.118
  • Acessar sistema

    CORIPA E SEUS 20 ANOS DE HISTÓRIA

    Nesse dia 30 de Março de 2015, o CORIPA Consórcio Intermunicipal para Conservação do Remanescente do Rio Paraná e Áreas de Influência chega aos seus 20 anos, uma data marcante para todos que fizeram parte e conhecem a história do consórcio. Hoje, o CORIPA é um exemplo de cooperação e de gestão socioambiental focada na conservação da natureza, graças aos esforços de sua equipe e das parcerias estabelecidas ao longo de sua história.
    O CORIPA surgiu em 1995, quando os municípios de Altônia, São Jorge do Patrocínio e Alto Paraíso, objetivando viabilizar a gestão de Áreas de Proteção Ambiental APA Municipais recém criadas. Unidos pelo consórcio e otimizando recursos financeiros e material humano, foi dado início à elaboração do zoneamento ecológico-econômico das APAs intermunicipais.
    Já no ano seguinte, em 1996, o município de Icaraíma se associou ao consórcio e em 1997 foi a vez de Guaíra. Em 2005, Xambrê e Esperança Nova, dois municípios que não possuem território às margens do rio Paraná, aderiram à associação, completando oito municípios. Atualmente, Xambrê não integra mais o Consórcio, mas continua sendo um dos parceiros do CORIPA.

    A GESTÃO CONSORCIADA
    A gestão compartilhada do território fez do CORIPA um pioneiro no Estado do Paraná, sendo referência como consórcio intermunicipal para conservação da natureza. Com esse trabalho integrado dos municípios, as atividades predatórias foram proibidas e ações de degradação ambiental foram sendo coibidas. O ano de 1997 também seria marcado pela criação de duas unidades de conservação UCs federais, o Parque Nacional de Ilha Grande e a Área de Proteção Ambiental das Ilhas e Várzeas do Rio Paraná, as quais seriam essenciais para o desenvolvimento do consórcio. Em 1998 foi criado o COMAFEN e em 2001 o CIBAX, mais dois consórcios intermunicipais, que hoje integram a rede de parceiros do CORIPA. 
    Essa forma consorciada de trabalho favoreceu a gestão ambiental conjunta do território, sem se limitar as fronteiras físicas e políticas dos municípios. A gestão compartilhada permitiu o fortalecimento de políticas ambientais e incentivou a cooperação entre instituições públicas e privadas, que possuem interesses comuns na região. Privilegiando o desenvolvimento regionalista, o trabalho em consórcio reconhece o ser humano, não apenas como agente transformador da paisagem, mas também como um de seus elementos de interesse.
    Ainda, nesses anos o Coripa promoveu e estimulou a educação ambiental, o turismo, a gestão e o planejamento ambiental em escala regional, além de propor políticas públicas intermunicipais, a exemplos dos zoneamentos, dos planos e programas de resíduos sólidos, arborização urbana, recursos hídricos. Seus recursos financeiros são provenientes dos repasses municipais, o que é possível graças ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços ICMS Ecológico arrecadado pelos municípios. O ICMS Ecológico é um mecanismo que tem permitido recompensar os municípios que contribuem com a conservação da natureza, por exemplo, mantendo UCs em seu território. A base de todo o trabalho do CORIPA é a Gestão de Unidades de Conservação e o Planejamento Ambiental. Dentre seus objetivos estão a gestão associada de serviços públicos, a prestação de serviços, o uso em comum de instrumentos e equipamentos, inclusive de manutenção e de pessoal técnico, a produção de informações, a promoção do uso racional dos recursos naturais e a proteção do meio-ambiente, o exercício de funções no sistema de gerenciamento de recursos hídricos que lhe tenham sido delegadas ou autorizadas e o apoio e o fomento ao intercâmbio de experiências e de informações entre os entes consorciados.
    Hoje, o CORIPA é um órgão do poder executivo municipal pertencente à administração pública indireta. Dentre as suas finalidades estão a execução de programas e medidas destinadas a conservação e recuperação dos ecossistemas associados ao último trecho do Rio Paraná livre de represamentos, além de promover e acelerar o desenvolvimento sustentável dos municípios que o integram.
    Por toda sua bela história de conquistas e não medindo esforços para atingir seus objetivos, somos gratos pelo seu trabalho e orgulhosos por fazer parte dessa jornada. Por isso, parabéns pela sua história CORIPA, continue a nos inspirar.

     

    Meia tonelada de resíduos foi recolhida no rio Paraná
    14/12- Atividade contou com a participação de 46 mergulhadores voluntários durante a limpeza do rio Paraná na APA das Ilhas e Várzeas do Rio Paraná.
    Ação ambiental promove limpeza nas ilhas do Rio Paraná
    07/12- Uma ação ambiental realizada na manhã de sábado (02) no Porto dos Pescadores de Terra Roxa mobilizou dezenas de voluntários com o mesmo objetivo: promover uma limpeza nas ilhas.
    RIO+LIMPO ATRAI VOLUNTÁRIOS PARA LIMPEZA DO RIO PARANÁ
    27/11- RIO+LIMPO EM SÃO JORGE DO PATROCÍNIO ATRAI VOLUNTÁRIOS PARA LIMPEZA DO RIO PARANÁ.
    Municípios Consorciados
    Mapa do site
    Website desenvolvido por